Cidades

CIDADES

Índio matou mulher há vinte anos em Barrolândia foi preso em Camacan

terça-feira, 19 de maio de 2015

/ Por: ITAPEBINOTICIAS.COM / WHAT (73)9 8203-7072

Jose Raimundo Soares César 45 anos, natural de Belmonte, foi preso nesta segunda-feira (18), por policiais civis e militares na Portelinha do Parque Casas Novas, numa ação comandada pelo delegado Franceso Denis da Silva Santana, por matar um vaqueiro no km 16, Entenda:
Há 20 anos, o acusado que é réu confesso, matou sua ex-companheira, identificada com o prenome Solineide (Neide), no distrito de Barrolândia, com um golpe de facão no pescoço, e agora, tentou matar um vaqueiro na quinta-feira (14), KM 16. Ele contou à nossa reportagem, que desferiu um tiro de espingarda no vaqueiro, porque em sua versão, houve uma discussão entre as partes, e o vaqueiro queria lhe cortar com um fação por causa de um fogão a lenha.

Ele disse ainda que atirou no trabalhador a uma distância de aproximadamente 10 metros. O Botijão a gás do vaqueiro teria secado e então o vaqueiro, utilizou o fogão a lenha do acusado, o que gerou toda polêmica e a tentativa de homicídio. Ele também contou detalhes de como assassinou a ex-companheira, e disse que a teria tirado da vida de prostituição e a levou para viver com ele maritalmente. Com um mês que estava morando juntos em uma fazenda, entregou uma quantia de R$ 200 reais para que ela fosse fazer as compras da semana, e ela foi e não voltou.

Com dois meses a mulher teria aparecido com uma garrafa de cachaça nas mãos, lhe desacatou com palavras de baixo calão, quando ele perdeu a cabeça, terminando por cortar o pescoço da vítima com um golpe de facão. Ele confessou à reportagem d’o O Tempo Jornalismo, que quando praticou o crime, fugiu na sequência e nunca foi preso pela prática deste homicídio.

fonte:otempojornalissimo

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.