Cidades

CIDADES

ITAPEBI: MP INTIMA PREFEITO A FAZER PRESTAÇÃO DE CONTAS DE GASTO COM COMBUSTÍVEIS

sábado, 23 de maio de 2015

/ Por: ITAPEBINOTICIAS.COM / WHAT (73)9 8203-7072

Recentemente um vereador de oposição declarou a Radio Cidade FM de Itapebi que a prefeitura tem um contrato no valor de 1.436.100 com um posto de combustíveis em que a família de outro vereador, só que da base aliada do governo é proprietária.

O Ministério Público da Bahia (MPE) instaura com base nas representações formuladas pelos vereadores Anthero Botelho (PP) e Agnaldo Gomes Carvalho “Paraíba” (PRB), abriu um Procedimento Administrativo Preparatório de Inquérito Civil com o fito de apurar as possíveis irregularidades na compra de combustíveis pelo Gestor Municipal de Itapebi/ BA Francisco Brito no ano de 2013 e 2014.
Conforme oficio, o Promotor de justiça em substituição na cidade de Itapebi,/BA, Bel Rafael Henrique Tarcia Andreazzi, notificou a prefeitura Municipal com cópia ao Prefeito Francisco Antônio Brito Filho, requisitando a prestação de informações ao ministério Público Estadual (MPE), no prazo de 30 dias com as cópias dos procedimentos licitatórios, notas dos empenhos, ordem de pagamentos e notas fiscais referentes à aquisição de combustível pelo município nos anos de 2013 e 2014.

                         Foto arquivo ItapebiAcontece


Em entrevista na emissora de radio comunitária, denominada Nova Radio Cidade FM de Itapebi, recentemente o entrevistado vereador Paulo Rosa Pereira “Paulinho de Fifia” (PRP), declarou que um posto de combustível aqui da cidade que é da  família de um vereador da base aliada do governo tem um contrato para fornecer combustíveis para a prefeitura no valor de R$.  1.436.100,00 (Um milhão, quatrocentos e trinta e seis mil e cem reais). Ou seja, segundo o vereador, a prefeitura deverá gasta por mês em média quase 120 mil reais com combustíveis este ano.
Este oficio está publicado no mural do ministério Publico no fórum da cidade de Itapebi e consequentemente publicado no Diário Oficial do poder Judiciário do Estado da Bahia datado em 23 de abril de 2015.

                                        Imagem Itapebiacontece


Subentende que há sim indícios de irregularidades. A investigação do MPE foi aberta a partir de representação dos vereadores. "Os fatos são graves e merecem um esclarecimento”. “Não há espaço mais para denúncias não esclarecidas nesse município”, revelou o motorista desempregado que pediu para não ser identificado.
 
Arnaldo Alves / ItapebiAcontece
 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.