Cidades

CIDADES

COMENTANDO A ENTREVISTA

quinta-feira, 14 de julho de 2016

/ Por: ITAPEBINOTICIAS.COM / WHAT (73)9 8203-7072
Em recente entrevista concedida a um jornal local, o Sr. Lucio Caires Pinto mostrou o quanto é despreparado para até mesmo, disputar uma eleição para prefeito, quanto mais ser prefeito de uma cidade como Porto Seguro.
Com respostas evasivas, lacônicas e desvirtuadas, acabou se revelando um camelô prosaico, disposto a comprar e/ou vender Porto Seguro por qualquer ideia, independente dos arranjos e principalmente das consequências de futuros atos e ações irresponsáveis.
Quando abordado do porquê de querer ser candidato a prefeito de Porto Seguro novamente; se enrolou todo, e disse que novamente era uma palavra interessante, e o porquê novamente, devido a candidatura dele ter sido tardia, e o novamente é por entender que a administração de Claudia Oliveira não faz sentido algum e que a prefeitura não tem rumo.
Entenderam alguma coisa, caros leitores?
Essas palavras são dele, nessa mesma ordem sintática e de raciocínio. Isto é só o início.
Quando questionado sobre o processo de liberação da sua pré-candidatura pela justiça eleitoral, primeiro colocou a culpa no irmão, por tê-lo tornado inelegível, depois alegou uma possível candidatura vitoriosa dele a deputado estadual, como motivação da prefeita a persegui-lo, e finaliza dizendo que teve sorte pelo fato do processo ter sido julgado a tempo dele recorrer.
É notório a falta de unidade de raciocínio desse rapaz; Para uma mesma pergunta, ele consegue culpar uma pessoa, inventar uma desculpa e recorrer à sorte para justificar sua inelegibilidade. Uma maratona mental que cansa aos que leem, imagine ao pobre repórter que estava ouvindo.
Quando indagado sobre os 30% dos votos que obteve na última eleição, e o que pretendia fazer para aumentar essa votação, apresentou uma tabela matemática de confundir até “Malba Tahan”; Somou seus 30% aos25% dos votos que Jânio Natal obteve numa eleição passada, e mais aos 80%, supostamente de rejeição que a prefeita Claudia Oliveira teria numa pesquisa, que só ele conhece, e achou um número que lhe daria uma vitória com mais de 100% dos votos.
Pobre Lucio Pinto, não sabe nem mentir, muito menos manipular os números. Com um irmão expert nessa área, nem isso aprendeu.
Mais adiante ele demonstra todo seu temor e desespero de ter que enfrentar a prefeita Claudia Oliveira nas urnas, ressaltando que a mesma estar inelegível, assim como o deputado Robério Oliveira também estar. Ohh coitado, ainda estar em tempo de botar a viola no saco e ir tocar em outro lugar, já que aqui “a vaca foi pro brejo”, e a eleição nos parece definida com a reeleição da prefeita Claudia Oliveira.
Sua entrevista chegou ao cúmulo do ridículo quando foi solicitada sua avaliação sobre a gestão da prefeita Claudia Oliveira. As declarações xenofóbicas e chauvinistas revelam a distância do pretenso alcaide da realidade e da verdade.
Omite todo os avanços da administração atual, esquece, por conveniência, da implantação da UFSB, dos postos de saúde construídos, UPA de Arraial, rodovia do trabalhador, casa do trabalhador, escolas modernas e com merenda decente, pavimentação por toda a cidade, salário de funcionários rigorosamente em dia, realização de eventos diversos, turismo recuperado e motivado, construção de trevos e anéis viários, enfim, não teve a dignidade de reconhecer uma obra sequer, e dissimular, que mais se pode fazer. Uma amnésia total e um despeito maior ainda, o que potencializa o vazio do seu discurso e desmascara suas verdadeiras intenções.
Prossegue dizendo que sua candidatura tem o apoio do PMDB, DEM, PTN, e do PV, partido atual do deputado “baixo clero” Uldurico Júnior; Que sua candidatura é pra valer, sem chances de composição com nenhum outro candidato, e que sua relação com sua ex-cunhada Roberta Caires será respeitosa e que confia que ela irá apoia-lo, devido a importunidade da candidatura da mesma.
Com relação ao relacionamento que terá com o seu irmão “Dr. Quinzinho”, relata que é um admirador do mesmo, e que foi o político mais novo e pioneiro em tudo no extremo sul da Bahia, só esquecendo de dizer, que também foi o mais novo a ser cassado e afastado da vida pública por corrupção, não só na Bahia, mas em todo o Brasil.
Ainda com relação ao seu irmão, ele faz questão de frisar, que não são iguais, numa frustrada tentativa de se desvencilhar do passado tenebroso e apavorante do jovem, outrora alcaide, conhecido como o ás de ouro do baralho da corrupção da Bahia.
Perguntado sobre os desafios para se administrar Porto Seguro, cita a necessidade de se alavancar o turismo da cidade, e melhorar a educação e a saúde do município.
Alguém tem de dizer para esse rapaz, que o turismo de Porto Seguro vai muito bem, obrigado!. Porto Seguro hoje recebe um milhão e trezentas mil pessoas anualmente, um salto de mais de 40% sobre os números da época sombria da administração do seu irmão. Na saúde, a cobertura do SUS atingiu o número espetacular de 93% da população, e na educação, não há crianças na idade escolar fora das salas de aula, sem contar que a merenda escolar não vem mais de Salvador como na tenebrosa administração do seu admirado irmão.
Indagado sobre se o volume dos recursos do município era suficiente para administração da cidade, ele fez uma salada total.
Diz que tem que ter compromisso, que Porto Seguro tem gente rica e favelada, que o Campinho é um submundo, que Porto Seguro tem prédio de três andares, quatro andares, que as verbas da educação e saúde são carimbadas, que a prefeitura não tem certidões para conseguir os convênios com o governo federal, enfim, mistura tudo, questões sociais, código de postura, situação fiscal, evocando um samba do “crioulo doido”, numa clara demonstração de desconhecimento da máquina administrativa e do seu amadorismo com as questões públicas.
Finalmente vem o melhor da entrevista, quando ele reconhece que estar difícil pedir votos, que a política não estar fácil e pasmem, implora uma oportunidade para ele fazer a diferença, porque ele não pode ser julgado, sem ter sido eleito.
Quero finalizar esses comentários lhe esclarecendo Sr. Lucio, que a sua entrevista já te julgou, te condenou, e deixou claro que és apenas um cacoete piorado do seu irmão.
Arrumar votos com esse discurso, e esse projeto acéfalo, nem na lua.
Fica a sugestão: coloca a viola no saco e vai tocar em outras paradas. Aqui, o show já terminou.
FONTE: TOPA TUDO NEWS

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.