Segurança da cidade, um tema que atrai, mas há muito sem solução.

Há muito que Eunápolis tem sido vítima de uma onda de violência, que tem ceifado a vida de muitos jovens, e que segundo a ordem destas execuções, de acordo com informações oficiais, tem vindo de dentro do presídio, pelos comandantes das facções, quer seja o PCE como o MPA, mas se forem procurar culpados, os culpados estão entre as hostes governamentais, já que o governo do estado desde o governo de Jaques Wagner, que depois de implantar o presídio na cidade, além de fazer aumentar o índice de criminalidade nada fez para que um combate efetivo tivesse sido feito.

As duas facções tem sido o terror da região, é uma facção tentando tomar o controle da venda de drogas, em sua região de comando, sendo uma facção ataca e a outra contra ataca e, por incrível que pareça, o jovem depois que entra na roda, ele sabe que não sai nunca mais, mas enquanto morrem 10 jovens, 20 deles preenchem o lugar e todos são menores de idade, exceto alguns que nada tem a ver coma situação, acabam morrendo como queima de arquivo, para não servirem como testemunhas, são os que estão no lugar errado, na hora errada e com a turma errada.
A culpa é do governo, que não dota as cidades mais necessárias de um policiamento maior, maior número de carros, um policiamento ostensivo, mais presente, em relação a polícia civil, que é a polícia judiciária e investigativa, a cidade precisa de um número maior de agentes, mais carros, para que o trabalho das duas forças policiais PM e Civil posam dar conta da guerra contra o tráfico e a violência advinda por este.
Nesta 6ª feira, dia 05/08, a Rádio 104 FM Vida, vai fazer uma mesa redonda onde estarão presentes, a Delegada Coordenadora da 23ª CORPIN Dra. Valéria, o CMT da 7ª CIPM major Cleber Santos, p representantes do Ministério público o promotor Dr. João Alves, o presidente da OAB Eunápolis Dr. Alex Ornelas e o diretor geral da 104 FM vida o apóstolo Ronilto.
Estas autoridades irão discutir os problemas da cidade, e uma forma de combater o alto índice de violência na cidade e região. Esta violência estava anteriormente entre Eunápolis e Porto Seguro, depois Itabela foi incluída e agora, Itagimirim e Itapebi, também experimentam esta onda de violência que acaba causando terror em todas as famílias da região.
Excesso de polícia não acaba com a violência, mas sim um número expressivo de policiais, carros de polícia com maior número para um policiamento ostensivo mais presente, principalmente em áreas mais indicadas como violentas, uma maior logística e, policiais especificamente treinados para operações especiais, como a PETO, CAEMA, dentre outras, mas todas com efetivos baseados em Eunápolis.
Um dos maiores erros dos últimos governos do Estado, é ter terceirizado a guarda dos presídios, presídios tem que ser além de bem monitorados, a guarda tem que ser por policiais militares, armados e em número suficiente para deter uma rebelião, como no caso a que aconteceu a uns anos atrás, devido ao fato de os agentes estarem desarmados, até a polícia chegar, 7 detentos foram queimados vivos e as fotos de matérias dos sites, foram enviadas de dentro pra fora via celular e, para completar, muitos dos detentos estão mais seguros lá dentro do que se estivessem em liberdade.
A rádio 104 FM vida, fica na rua Antônio Furlaneto 230, bairro Pequi, ao lado da Igreja Betel.
FONTE: ROTA 51

0 comentários for �Segurança da cidade, um tema que atrai, mas há muito sem solução.�

Comentário

TV NOTICIAS NEWS EXCLUSIVIDADE

FACEBOOK

Destaque