WHATSAPP: (71)9 9607-8090 OU (33)9 99952-2554

E-MAIL: ITAPEBINOTICIAS2016@GMAIL.COM


Cidades

CIDADES

Defunto é retirado do caixão e levado do funeral, na frente da família, por causa de dívida

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

/ Por: Itapebinoticias,com

O funeral de um homem em Greater Accra, região ao sul de Gana, foi interrompido brutalmente, diante da família do morto. Dois sujeitos invadiram o local, ordenaram a parentes e coveiros para se afastarem. Sem cerimônia e berrando impropérios contra os familiares do defunto, a dupla, que trabalha no necrotério, abriu o caixão, retirou o cadáver e deixou o cemitério carregando o morto nos braços. Motivo: a família não tinha acertado a grana pela roupa do homem que morreu. O corpo só seria devolvido, avisaram, se a dívida fosse paga .


A dívida, de acordo com informações do jornal Citi News, era de 150 cedi ganenses, o equivalente a pouco mais de R$ 100.
O caso repercutiu nas redes sociais e ganhou as manchetes dos principais jornais europeus e americanos. O britânico Daily Mail informa que a família de luto decidiu não pagar à vista pela roupa do morto. Mesmo assim, conseguiram das peças do vestuário com um funcionário do necrotério. Por isso dois homens, donos do lugar, foram até o funeral e retiraram o cadáver do caixão, sob olhares de espanto e terror dos presentes à cerimônia .
Havia centenas de pessoas que estavam no Tema Community Nine Cemetery para homenagear o morto, cujo nome não foi divulgado pelos jornais de Gana.
O caso aconteceu no último sábado (11). Os dois comerciantes do necrotério chegaram ao local, segundo os presentes, esbravejando. Ameaçaram parentes e amigos do morto.
De acordo com a família, o caixão estava para ser sepultado quando os homens surgiram no cemitério cobrando a divida. Um agente funerário, que não teve o nome informado, afirmou que a família prometera pagar pela roupa do morto após adiar o pagamento pelo terno, calça e sapatos.
Alguns convidados disseram ter visto armas com os homens que apareceram para retirar o defunto do caixão.
Um vídeo, gravado por um dos presentes ao funeral e que dura menos de um minuto, mostra a violência dos homens abrindo o caixão à força e retirando o corpo.
Alguns dos presentes gritavam com os homens que violavam o caixão pedindo para que eles parassem. Queriam argumentar com eles. Mas os homens não deram a menor bola e saíram dali levando o corpo nos braços.
A multidão que acompanhava o enterro gritava desesperada para que os dois sujeitos devolvessem o corpo.
Ainda berrando contra familiares e amigos, os dois deixaram o cemitério dizendo que só devolveriam o cadáver se pagassem a quantia referente ao valor da roupa do defunto.
Muitos estavam chorando quando a dupla saiu do cemitério com o morto. Foram avisados mais uma vez: “Vocês terão seu morto de volta se pagarem o que devem”.
O corpo foi então encaminhado para o necrotério. A família alegava que não tinha como pagar o valor pedido pelos vendedores da roupa do morto.
O jornal Citi News revelou que houve então uma negociação para poder reaver o corpo de seu ente querido.
Dois dias após a invasão e o episódio tenebroso, os parentes finalmente entraram em acordo com os comerciantes de roupa para mortos. Diminuíram preço para 100 cedi (cerca de R$ 66). O corpo foi então devolvido para a família poder sepultá-lo, o que aconteceu na terça (14), num novo funeral. A família diz que vai processar a dupla que violou.
Fonte: Anoticia mais

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.