Temendo ação do MP, prefeito Sílvio Ramalho é obrigado a demitir filha e sobrinho da Prefeitura de Caravelas

Ministério Público Estadual (MPE) expediu uma recomendação ao prefeito de Caravelas, Sílvio Ramalho (PMDB), para que exonerasse, até essa segunda-feira, dia 31 de julho, a filha Marina Ramalho e o sobrinho Celson Alves da Silva, dos cargos de secretária de Saúde e secretário de Obras e Serviços Públicos, respectivamente.
De acordo com o documento do promotor de Justiça, Kerginaldo Reis de Melo, caso o gestor insististe “na manutenção indevida de parentes na máquina administrativa”, poderia sofrer “consequências da lei de improbidade”.
O promotor ressaltou que se configura nepotismo a contratação de parentes em cargo comissionados, de confiança ou função gratificada. Em março, um sobrinho do prefeito, Márcio Alves da Silva, já havia sido exonerado do cargo de secretário de Finanças.
E nesta segunda-feira, dia 31, temendo as medidas do MP, o prefeito Sílvio Ramalho publicou dois decretos, exonerando a filha e o sobrinho dos dois postos de secretários municipais.
Desde o último dia 6 de abril de 2017, pouco mais de três meses após a posse de Ramalho, o Teixeira News já havia denunciado a nomeação de Marina Ramalho Santos Silva, filha do gestor, no cargo de secretária municipal de Saúde. Na época a administração municipal preferiu o silêncio, mas diante do posicionamento do promotor Kerginaldo Reis de Melo, foi obrigada a demitir a filha e o sobrinho. 
Fonte: Teixeiranews

0 comentários for �Temendo ação do MP, prefeito Sílvio Ramalho é obrigado a demitir filha e sobrinho da Prefeitura de Caravelas�

Comentário

TV NOTICIAS NEWS EXCLUSIVIDADE

FACEBOOK

Destaque