FESTA DOS DOCES E CARURU: A TRADIÇÃO DE SÃO COSME E DAMIÃO


Hoje é o Dia de São Cosme e Damião. A tradição anual de distribuição de guloseimas no dia dos santos irmãos, mantida pela Igreja Católica e pelos umbandistas, em 27 de setembro, faz a alegria de meninos e meninas em vários cantos do Brasil. Sacolinhas com doce de banana, doce de abóbora, paçoca, maria-mole, suspiro e balinhas estão prontas para serem entregues por devotos dos santos ou cumpridores de promessa. Esse é o dia em que a criançada bate de porta em porta à caça de doces.

Tudo teve início no século 3, quando Cosme e Damião, irmãos gêmeos filhos de uma família nobre, começaram a usar a medicina para curar as pessoas mais pobres da Arábia. Por serem muito católicos, os dois confiaram no poder da oração e de Deus para ajudar os mais necessitados e não cobravam nada pelo serviço. Vítimas de um imperador romano chamado Deocleciano, os santos morreram degolados por volta do ano 300 d.C. Pelo fato de terem sido sempre muito dedicados à meninada, Cosme e Damião se tornaram protetores dos gêmeos, das crianças e padroeiros dos médicos. Os africanos que vieram para o Brasil também tinham dois gêmeos crianças, os Ibejes, entre os santos de sua religião. Hoje, eles são os mesmos santos e foi criado o costume de distribuir doces para homenageá-los e para cumprir promessas.

São Cosme e São Damião e dos orixás Ibejis nas religiões de matriz africana, as crianças são as grandes homenageadas, com brindes e guloseimas, distribuídos em casas e pelas ruas. Em Barrolândia, a tradição de doar doces é mantida pelos adultos e preservada também na memória de quem viveu na região durante a infância. Em várias casa, é forte a tradição de oferecer caruru (prato a base de quiabo) para as divindades e para todos os presentes.

Fonte: jornal de belmonte

0 comentários for �FESTA DOS DOCES E CARURU: A TRADIÇÃO DE SÃO COSME E DAMIÃO�

Comentário

TV NOTICIAS NEWS EXCLUSIVIDADE

FACEBOOK

Destaque