Cidades

CIDADES

Cenas fortes: Criminosos invadem velório, levam caixão para o meio da rua e tocam fogo.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

/ Por: ITAPEBINOTICIAS.COM / WHAT (73)9 8203-7072

Bandidos integrantes de uma facção criminosa que atua na periferia de Fortaleza praticaram mais um ataque cruel na cidade. Na noite desta terça-feira (26) a quadrilha invadiu uma residência no bairro Sapiranga-Coité onde acontecia o velório de um jovem assassinado no feriadão de Natal. O bando rendeu os familiares e amigos do morto e arrastaram o caixão com o cadáver até o meio da rua para, em seguida, tocar fogo no cadáver.

As cenas da crueldade foram registradas através de câmeras dos celulares dos próprios criminosos. Ele se intitulam integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) e teriam praticado a ação porque o jovem assassinado seria integrante ou simpatizante da facção rival, a Guardiões do Estado (GDE). O vídeo contendo as cenas de barbárie logo foi postado nas redes sociais e aplicativos de celulares. Os criminosos gritam que são do “Dois”, numa referência ao CV (duas letras).

Na filmagem é possível também ver que os criminosos usam armas de fogo com pistolas e revólveres. O tempo todo eles pronunciam palavrões e ameaçam matar todos os integrantes do bando rival que estaria em disputa de território naquele bairro da zona Sul de Fortaleza.
Rivalidade motivou chacina

Essa rivalidade entre os criminosos das duas facções no bairro Sapiranga foi o que motivou a chacina ocorrida no mês de novembro passado, quando, na madrugada do dia 13, uma quadrilha composta por cerca de 10 bandidos do Comando Vermelho invadiu o Centro de Semiliberdade Mártir Francisca, localizado na Rua Euclides Onofre, e seqüestrou dali cinco adolescentes que cumpriam media sócio-educativa. Quatro deles foram arrastados para um beco próximo e sumariamente executados com tiros na cabeça.

As quatro vítimas seriam jovens simpatizantes ou integrantes da GDE. Eles foram identificados como Lucas da Silva 
Pascoal, de apenas 14 anos; George Alves de Oliveira, 15 anos; Edgleisson Oliveira de Sousa, 16 anos; e Douglas Lemos de Lima, também de 16 anos. Parte da quadrilha já foi identificada e presa durante as investigações sobre a chacina realizadas pela equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte:4 poder

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.