Cidades

CIDADES

Vereador afirma que concessão da empresa Eunapolitana caducou e desce o bambu no acordo com a prefeitura de Eunápolis. Assista

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

/ Por: ITAPEBINOTICIAS.COM / WHAT (73)9 8203-7072
Informações Bahia40graus
O vereador Jota Batista (PSC), como o discurso embasado de sempre, criticou na sessão ordinária dessa quinta-feira, 29/11, o acordo firmado entre a prefeitura de Eunápolis e a empresa de ônibus Eunapolitana, no valor global de mais de R$ 1,6 milhões (corrigido), a ser pago em parcelas, sendo que a 1ª parcela no valor de R$ 400 mil deverá se paga ainda este ano, após autorização da Câmara de Vereadores.  O Bahia40graus publicou na noite anterior à sessão matéria questionando o acordo suspeito, clique aqui para ler. 
Prejuízo sem provas – A empresa alegou dificuldades financeiras devido ao suposto não cumprimento das condicionantes do contrato que seriam contrapartidas da prefeitura. Não há prova técnica periciada do prejuízo. A empresa também teria cometido irregularidades durante a vigência do contrato, mas a prefeitura não recorreu e topou um acordo lesivo ao município, assinado por um subprocurador, que não quis se manifestar sobre o caso.
Adelson do Alecrim – O tema divide opiniões nos bastidores da política, o diretor da Eunapolitana (e também da nova empresa que comprou a concessão) é o ex-vereador Adelson Cirilo, (Adelson do Alecrim), ex-dirigente do Sindicato dos Motoristas que teve uma subida meteórica na vida.
Ministério Público – O caso é uma vergonha para a cidade, embora um assessor do Gabinete do prefeito, que ganha R$ 9.990,00 de salário por mês para ficar defendendo o prefeito nos bares e bastidores, tenha afirmado numa discussão informal que o acordo teria parecer favorável do Ministério Público. Espera-se que não.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.