Pai e madrasta são presos por tortura e morte de menina de 6 anos

domingo, 4 de agosto de 2019

/ Por: REDAÇÃO

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na sexta-feira (2), um casal pela tortura e morte de uma menina de seis anos no Lins, zona norte do Rio de Janeiro. Os suspeitos do crime são o pai e a madrasta de Mel Rhayane Ribeiro de Jesus.

As autoridades tomaram conhecimento do caso após a criança dar entrada no Hospital Naval Marcílio Dias, na mesma região. Os médicos da unidade acionaram os PMs da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Lins por desconfiarem que a menina havia sido vítima de maus-tratos.

De acordo com as investigações da Divisão de Homicídios, a vítima era constantemente amarrada e chicoteada. Os peritos constataram diversas lesões pelo corpo da vítima que, inclusive, estava sem parte da orelha.

Por medo de ser linchando por um aglomerado de pessoas iradas, na frente do hospital o pai pediu para ser preso e confessou o crime. Em depoimento, ele disse que deixava a criança amarrada para que ela não tivesse acesso aos outros filhos do casal.

O homem alegou que as agressões eram pra corrigir um suposto comportamento sexual alterado da vítima, que ja havia sido, segundo ele, estuprada.

Ainda segundo os agentes, o suspeito também tirou a filha da escola para ocultar o crime.

Já a madrasta, apesar de negar os fatos, foi presa por ter se omitido às agressões. O pai de Mel vivia com a criança há seis meses. A mãe perdeu a guarda após denúncias de que a garota sofria abusos sexuais.

Fonte: R7

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mais
© Imprensa
Itapebi Noticias Todos os direitos reservados.